Buscar

Missa em Cianorte apresenta relíquias dos Pastorinhos de Fátima


Uma missa celebrada no último sábado (19) em Cianorte, celebrou e apresentou as relíquias dos Pastorinhos de Fátima, os santos Francisco e Jacinta Marto.

As relíquias dos Pastorinhos atravessaram o oceano depois da canonização, em Fátima, Portugal. Os irmãos foram reconhecidos como santos pelo Papa Francisco após o milagre da cura do menino Lucas, que mora em Juranda, no centro-oeste do Paraná.

Em 2013, com cinco anos de idade, Lucas sofreu um traumatismo craniano e ficou em estado grave, vindo a se recuperar rapidamente.

Atualmente com nove anos, ele e a família conheceram a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Cianorte. Foi a primeira vez que Lucas teve contato com as relíquias.

Ele disse que chegou bem perto dos Pastorinhos. “Eu sempre fico bem próximo deles, cada dia mais”, contou.

As relíquias de Francisco e Jacinta ficarão expostas na cidade permanentemente. Um relicário foi montado no altar da igreja, próximo à imagem de Nossa Senhora de Fátima. Os objetos são fragmentos da urna onde foram guardados os corpos dos irmãos Pastorinhos . A autenticidade é comprovada com um documento emitido pelo Vaticano.

O padre Sérgio Carris disse que presença das relíquias aproxima os fiéis das duas crianças que fizeram uma profunda experiência de fé, com as aparições de Nossa Senhora.

“Mostra uma presença de Nossa Senhora, uma mãe próxima, presente, que pede nossas orações e que cuida de nós”, afirmou.

As relíquias chegaram a Cianorte no fim de julho e foram trazidas diretamente de Fátima pelo padre Audinei Carreira da Silva. “Queríamos ter também esse sinal dos Pastorinhos, que foram canonizados recentemente”, relatou.

O milagre

Quando tinha cinco anos, Lucas sofreu um traumatismo craniano depois de cair de uma janela de mais de seis metros de altura.

Os médicos disseram que o caso era muito grave e que, se ele sobrevivesse, ficaria com sequelas. "Teve muita perda de massa encefálica. Já era visível a olho nu", conta o técnico em enfermagem Marcelo Matos, que também participou do atendimento.

A pedido do pai de Lucas, as freiras do Convento das Carmelitas começaram a rezar. Uma irmã fez as orações direcionadas aos Pastorinhos, e todas as freiras entraram na corrente pela recuperação de Lucas.

A família, devota de Nossa Senhora de Fátima, também começou a rezar para Francisco e Jacinta e, seis dias depois da queda, o menino acordou bem e sem sequelas.

O caso foi visto como um milagre. O Vaticano, então, passou então a investigar. Líderes da igreja católica estiveram em Campo Mourão, conversaram com a família, com os médicos e com as irmãs carmelitas.

Em março deste ano, o Vaticano reconheceu o milagre que foi decisivo para a canonização dos Pastorinhos de Fátima. A cerimônia foi em 13 de maio. no Santuário de Fátima, em Portugal. Milhares de pessoas acompanharam a celebração feita pelo Papa Francisco.

A canonização foi realizada justamente na data que marca o centenário da primeira aparição de Nossa Senhora de Fátima aos Pastorinhos, um dia importante pra igreja católica e que se tornou marcante também para os fiéis do Paraná.

Fonte: G1 Paraná.



0 comentário