Buscar

Segurança acusado de tentar matar juiz federal a mando de outro juiz vai a júri popular em Umuarama


O segurança Adriano Roberto Vieira, acusado de tentar matar o então juiz federal Luiz Carlos Canalli, vai a júri popular nesta quinta-feira (31), em Umuarama, no noroeste do Paraná. O caso ocorreu em 2008, e o juiz não ficou ferido.

Vieira responde pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado e porte ilegal de arma. O julgamento será realizado a partir das 8h30 no auditório da Universidade Paranaense (Unipar).

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), à época, o segurança prestava serviços a outro juiz da cidade - Jail Benites de Azambuja - que é acusado de ter encomendado o crime. De acordo com as investigações, Adriano usou o carro de Azambuja para ir até a casa do juiz Luiz Carlos Canalli. Ele efetuou 13 tiros contra a residência da vítima.

Alguns dos disparos atingiram o interior dos cômodos onde Canalli e seus familiares dormiam. Ninguém ficou ferido.

Jail Azambuja também responde por tentativa de homicídio. Ainda não há data prevista para o julgamento dele.

A defesa de Adriano Roberto Vieira informou que não se trata de uma tentativa de homicídio nem de porte ilegal de arma de fogo. Ainda de acordo com a defesa, o segurança efetuou os disparos na rua, quando estava embriagado.

Fonte: G1 Paraná.



0 comentário