Buscar

Maringá registra recorde de multas por avanço de sinal vermelho.



Um balanço divulgado pela Secretaria de Mobilidade (Semob) mostrou que Maringá, bateu recorde de avanços de sinal vermelho no mês de setembro. Durante o período, foram 6.773 multas, todas registradas por câmera que monitoram 40 semáforos.

Desde então, o maior número de multas pela mesma infração tinha sido registrado em outubro do ano passado – com 6.803 flagrantes.A fiscalização não chega a cobrir 10% dos mais de 500 semáforos instalados na cidade, entre rotatórias, avenidas e 172 cruzamentos.

Ainda assim, os flagrantes de motoristas furando o sinal são frequentes.Entre janeiro e dezembro do ano passado, foram registradas 89 mil multas pelo mesmo motivo. Neste ano, no acumulado de janeiro a setembro, já são 39.587.

"É um número até expressivo. A gente costuma falar que o equipamento não sai correndo atrás de veículo nenhum. Não é ele [o aparelho] que é responsável e sim a pessoa", diz o diretor de fiscalização da Semob, Marcelo Filite.

O Código de Trânsito Brasileiro é rigoroso e não deixa brechas para quem cruza o sinal vermelho. O motorista comete infração gravíssima e, além da multa, recebe sete pontos na carteira. Além de pesar no bolso, a atitude traz riscos tanto para motoristas quanto para pedestres.

Sem multas por excesso de velocidade

Ainda de acordo com o relatório da Semob, Maringá segue sem nenhuma multa por excesso de velocidade em 2017, enquanto que no ano passado foram 59 mil infrações do tipo.A ausência de multas para quem excede a velocidade máxima se deve ao fim do contrato da prefeitura de Maringá com a empresa que realizava a manutenção dos radares fixos.

Em setembro, a prefeitura abriu concorrência para a instalação de 40 radares fixos para controle de velocidade, mas o processo ainda não foi concluído.

FONTE: G1 PR.


0 comentário