Buscar
  • TvUp

Presos libertam agente e termina rebelião na Delegacia de Cianorte



Presos da cadeia da Delegacia de Cianorte, no noroeste do Paraná, tentaram fugir no fim da tarde de terça-feira (6). De acordo com a Polícia Civil, o agente penitenciário foi rendido pelos detentos durante uma revista nas celas.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, e toda a área em volta da delegacia foi isolada. Por volta das 8h40 desta quarta-feira (7), o motim terminou, e o agente foi libertado.

O delegado Ítalo César informou que o agente não se feriu e o prédio não foi depredado. Nenhuma arma foi apreendida. A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil informou que nenhum preso fugiu ou ficou ferido.

A operação contou com a participação de policiais militares de Maringá e de Curitiba.

TERCEIRA FUGA EM CIANORTE

Esta é a terceira tentativa de fuga na carceragem da Delegacia de Cianorte este ano.

Os presos reclamam da superlotação na carceragem: cerca de 200 detentos estão na delegacia, que tem capacidade para 46 detentos.

FUGAS NO ESTADO

Com cadeias e delegacias superlotadas, aumentam os riscos de fugas e rebeliões. Conforme os dados da Associação dos delegados de Polícia do Estado do Paraná (Adepol-PR), desde o início de 2018, 59 presos fugiram.

PARANÁ NÃO CONSEGUE ZERAR CONTAS DE PRESOS EM DELEGACIAS

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), disse que, com 200 prisões por dia, o Paraná não consegue zerar conta de presos em delegacias.

"Nós já tiramos mais de 7 mil desta condição. Temos hoje 10 mil custodiados em delegacias e cadeias públicas. No ano passado nós tivemos uma média diária de 200 prisões. Era 160, foi pra 200. Prendemos mais e tem que colocar em algum lugar. Esperamos a conclusão destas obras para dar conta de zerar esta situação de algumas delegacias lotadas ainda", afirmou Beto Richa.

A declaração foi dada na terça-feira, durante a visita do governador ao Show Rural em Cascavel, na região oeste do estado.

DIVULGAÇÃO: RPC CURITIBA.

VEICULAÇÃO: G1.