Buscar
  • TV UP

COVIDE-19: Suspeitas aumentam; e caso confirmado na cidade é de outra cidade da região


(Foto: Fonte: Assessoria de Imprensa / Prefeirura de Umuarama)


Aumentou para 11 casos suspeitos em Umuarama, segunda a Secretaria Municipal de Saúde Umuarama conta com 10 pessoas em isolamento respiratório e domiciliar, como medida preventiva, enquanto aguardam resultados dos exames realizados no Laboratório Central do Estado (Lacen). A secretaria ainda informa que a cidade não conta com nenhum morador loca com caso positivo, apenas um caso ja teve o resultado divulgado dando negativo para coronavírus.


Assim que constatado a Secretaria de Estado da Saúde foi informada sobre o caso atendido na cidade, e que se tratava de um morador de outra cidade. Ainda segundo a secretária o paciente que apresentou os sintomas logo após uma viagem ao exterior, e que o mesmo procurou atendimento em Umuarama sem dar entrada pelo SUS, e estava em isolamento desde então. Assim como também todas pessoas pessoas que tiveram contato com o paciente também foram colocadas em isolamento, e tomadas as medidas preventivas desde a última terça-feira. Não há informação sobre seu quadro de saúde, uma vez que ele não está sendo tratado através do Sistema Único de Saúde (SUS).


“O momento é delicado, por isso precisamos reforçar os cuidados para evitar o contágio do vírus. A população precisa seguir as recomendações da Secretaria de Saúde e dos decretos publicados pelo município, permanecer o máximo de tempo em casa e manter a higiene constante das mãos e dos objetos pessoais, que não devem ser compartilhados”, orientou a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini.


A orientação para que se evite sair de casa, assim como efetuar viagens, “Só saia de casa em caso de real necessidade, para ir ao supermercado, farmácia ou à unidade de saúde (em caso de sintomas persistentes de tosse, febre e dificuldade de respirar), principalmente se tiver mais de 60 anos. Mas a recomendação é para todos”, reforçou a secretária.


O prefeito Celso Pozzobom manifestou preocupação com a confirmação e o aumento dos casos suspeitos, mas disse que isso já era previsto. “Infelizmente o coronavírus é de fácil disseminação. Estamos fazendo o possível para evitar que o vírus seja transmitido para outras pessoas, mas a população precisa respeitar as recomendações. A principal é permanecer em casa. A grande maioria do comércio atendeu à determinação, mas alguns insistiram em abrir seus estabelecimentos, colocando a saúde dos trabalhadores e da população em risco”, lamentou.


Por isso, o novo decreto publicado neste sábado traz algumas punições. O não cumprimento das medidas será caracterizado infração à legislação municipal e sujeitará o infrator às penalidades e sanções aplicáveis – incluindo, se couber, a cassação da licença de funcionamento – e estabelece multas que podem variar entre R$ 300,00 e R$ 5 mil.


Com Informações da Assessoria de Imprensa / Prefeirura de Umuarama