Buscar
  • TV UP

Desembargador que mandou tirar filme do Porta dos Fundos do ar foi contra "censura" a Bolsonaro


Trecho de voto do desembargador Benedicto Abiair em processo contra o então deputado Jair Bolsonaro por homofobia — Foto: Rodrigo Sanches/G1

O desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro Benedicto Abicair, que na quarta-feira (8) determinou a retirada do ar do especial de Natal do Porta dos Fundos que sugeria que Jesus teve uma experiência homossexual, foi contra o que chamou de "censura" ao então deputado federal Jair Bolsonaro em 2017 numa ação em que ele foi condenado por declaração homofóbica.


Decisão do desembargador Benedicto Abicair que determinou a retirada do vídeo do Porta dos Fundos do ar — Foto: Arte/ G1

Na ocasião, o magistrado afirmou: "Ademais, não vejo como, em uma democracia, censurar o direito de manifestação de quem quer que seja. Gostar ou não gostar. Querer ou não querer, aceitar ou não aceitar. Tudo é direito de cada cidadão, desde que não infrinja dispositivo constitucional ou legal. Não vislumbro a existência de discriminação, de qualquer natureza, mas, sim, aplicação da livre manifestação de opiniões diversas". Na ocasião, o magistrado afirmou: "Ademais, não vejo como, em uma democracia, censurar o direito de manifestação de quem quer que seja. Gostar ou não gostar. Querer ou não querer, aceitar ou não aceitar. Tudo é direito de cada cidadão, desde que não infrinja dispositivo constitucional ou legal. Não vislumbro a existência de discriminação, de qualquer natureza, mas, sim, aplicação da livre manifestação de opiniões diversas".


Fonte: Portal G1

0 comentário