Buscar
  • TV UP

Não avaliamos ideologias, diz Twitter sobre apagar post de Bolsonaro


Foto: Reprodução / Internet

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi o terceiro chefe de estado a ter publicações removidas do Twitter por infringir suas regras, no final de março. Por conta da polêmica sobre uma suposta censura, Fernando Gallo, diretor de políticas públicas da rede social no Brasil, afirmou em entrevista exclusiva a Tilt que não faz uma "avaliação sobre a política ou ideologia de usuários". Além de Bolsonaro, tiveram posts apagados o venezuelano Nicolás Maduro e o líder do Irã, o aiatolá Ali Khamenei. Como Maduro e Bolsonaro são considerados de espectros políticos opostos, isso dá crédito ao posicionamento do Twitter.


Fonte: UOL

0 comentário