Buscar
  • TV UP

Paraná lidera em número de mortes por atropelamento em rodovias federais, diz pesquisa

(Foto: Divulgação / PRF)
(Foto: Divulgação / PRF)

stórica, em 2007, o número de acidentes nas rodovias federais no Paraná foi o menor desde 2008, quando houve 9.688. A quantidade de mortes foi a menor desde 2009, quando ocorreram 558 óbitos.

Acidentes em rodovias federais matam, em média, 14 pessoas por dia no Brasil

7.934 acidentes foram registrados em 2018 nas rodovias federais que cortam o Paraná, sendo 6.132 com vítimas (mortos ou feridos);no período acumulado de 2007 a 2018, foram 175.717 acidentes, sendo 81.292 com vítimas;ocorreram, em média, 155 acidentes com vítimas a cada 100 km de rodovia em 2018;foram 7.388 vidas perdidas no período acumulado de 2007 a 2018;a cada 100 acidentes com vítimas, 8 pessoas morreram em 2018;maioria das mortes ocorrem por colisões (282), seguidas por atropelamentos (125);em relação ao número de mortes, a BR-376 é a rodovia que mais matou (106), seguida pela BR-277 (103);as pessoas acima de 45 anos foram as maiores vítimas em 2018;a maior parte das mortes foram de homens (311).

As rodovias federais que cortam o Paraná concentraram o maior número de mortes de ciclistas em 2018 no Brasil, conforme o levantamento da CNT. Foram 30 vítimas fatais.

No ano passado, 215 ciclistas morreram em 1.851 acidentes envolvendo bicicletas nas rodovias federais brasileiras. Atrás do Paraná estão Minas Gerais, com 28 mortes, e o Rio de Janeiro, com 26 óbitos.

Fonte: G1 Noroeste

0 comentário