Buscar
  • TV UP

Universidade Estadual de Maringá aprova cotas raciais para vestibulares

Foto: Divulgação

A partir do Vestibular de Inverno de 2020, a Universidade Estadual de Maringá (UEM) contará com sistema de cotas para negros em seus processos seletivos de ingresso na graduação.

A aprovação da implantação e regulamentação do Sistema de Cotas Raciais ocorreu nesta quarta (20), Dia Nacional da Consciência Negra, em votação de reunião plenária do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP).

O processo foi aprovado por 98 conselheiros (4 foram contrários, 7 se abstiveram e 35 estavam ausentes), no Auditório 13 do Departamento de Economia, Bloco C-34. 

De acordo com os relatores do processo, fica estipulado o seguinte para os futuros editais dos vestibulares de inverno e verão da UEM: 

– 60% das vagas serão destinadas à ampla concorrência. 

– 20% das vagas serão destinadas às cotas sociais (já existentes). 

– 20% das vagas serão destinadas às cotas para negros: destas, ¾ vão para negros de baixa renda; e ¼ ficam reservadas para negros sem esse recorte social. 

Dados da Diretoria de Assuntos Acadêmicos (DAA) da UEM sobre os cerca de 17,2 mil estudantes matriculados em cursos de graduação, separados por autodeclaração de cor: 

Brancos – 66,01%. 

Negros – 20,37% (17,39% de pardos e 2,98% de pretos). 

Não declarados – 7,93%. 

Amarelos – 5,29%. 

Indígenas – 0,4%


Fonte: Portal da Cidade Umuarama

5 visualizações